Are you brave enough?

20140719-121059.jpg

Dia desses li num blog que não devemos deixar que as coisas que não podemos fazer nos impeçam de fazer as que podemos. Reparando bem, me dei conta de que o ser humano tem essa capacidade inerente de sentir medo. Medo do desconhecido, do novo, medo de sair da sua zona de conforto. E mais que isso, a sociedade espera que tenhamos medo, e qualquer um que fuja desse padrão vai ser visto com estranheza.

Que nada na vida vem de graça, todo mundo já sabe. O que alguns parecem não ter entendido ainda é que o mundo é dos que arriscam. Se você não arriscar, não vai sair do lugar. Se não tentar de novo, nunca vai ter sucesso. Simples e claro, mas não necessariamente fácil. Zonas de conforto existem justamente por estarmos acostumados a determinadas situações e sabermos como lidar com cada uma delas. O novo é que assusta e intimida, mas não deve ser o bastante pra nos refrear de experimentar novos caminhos.

Por causa de toda essa mania de acomodação, os “aventureiros” é que recebem olhares tortos. “Como assim ela largou tudo pra viajar? Como assim ele deixou o emprego público pra trabalhar com o que realmente gosta? Ela vai mesmo abrir o próprio negocio sozinha? Ele vai mesmo mudar pra outro país só pra ficar perto da namorada? Eles não têm medo de que nada disso dê certo?”. Têm sim. Acontece que essas pessoas entenderam que não adianta viver de medo, e resolveram arriscar com medo mesmo. A vida é uma só, e não existe sensação pior que a de ser um mero espectador enquanto ela passa na sua frente. E você, vai deixar que seus medos te impeçam de viver?

Anúncios