Nunca foi amor

20140821-120823.jpg

Era vontade de estar junto, de pele na pele, respiração ofegante. Mas não, não era amor.

Era paixão repentina, daquelas que te viram do avesso e fazem você se perguntar como não havia sentido isso antes. Mas não era amor.

Era desejo, vontade de se provar capaz, vontade de se sentir desejado. Mas amor não era.

Era querer bem, e que esse bem fosse junto a mim, apesar de todas as inconstâncias. Mas mesmo assim não tinha como ser amor.

Amor é pra fazer bem, deixar o corpo leve, trazer paz. Amor não é pros fracos, já dizia Carpinejar. Acho que nunca fomos fortes o suficiente.